Dicas Farmacêuticas comprovadamente eficazes.

Voltar a página inicial


1- Placas Bacterianas na Garganta
2- Aumentar a imunidade 
3- Evitar Verminoses
4- Como escolher horários para tomar medicamentos
5 - Voltar a página inicial

1- Como acabar com placas bacterianas na garganta:

Ingredientes:

Água Oxigenada de Limpeza 20 Volumes (Atenção, não é aquela de piscina).

Colocar meio copo de agua filtrada morna em um copo tipo americano;
Colocar 1 colher de sopa de Água Oxigenada 20 volumes nesta água;
Misturar e fazer bochechos e gargarejos.
Atenção: NÃO ENGOLIR

 

2- Como aumentar a imunidade a doenças

Antes de qualquer decisão, evite auto medicação, consulte seu médico, alimente-se corretamente e tenha boas noites de sono, isso colabora para o bom funcionamento do seu organismo. Pratique exercícios físicos.

01 - A vitamina C

A vitamina C presente nas plantas citricas como laranja, limão, acerola e
outras é precursora de interferon que aumenta a imunidade a virus. Tome
sempre que puder um suco destas plantas

02 - Ascaridil (vermifugo)

Tomar um comprimido de ASCARIDIL duas  vezes por ano (1 comprimido a cada 6 meses).
Um efeito colateral interessante deste medicamento é fortalecer o organismo contra doenças (este efeito colateral não consta na bula).
Lembre-se que isso é um efeito colateral benefico. Não é algo 100% seguro tanto que nem é tão divulgado, mas ajuda.

ASCARIDIL (Janssen-Cilag)
Cloridrato de levamisol

Composição

Cada comprimido de 150 mg contém: Cloridrato de levamisol 150 mg. Excipientes: Amido, lactose, polivinilpirrolidona, estearato de magnésio. Cada comprimido de 80 mg contém: Cloridrato de levamisol 80 mg. Excipientes: Lactose, sacarina sódica, ciclamato de sódio, celulose microcristalina, amido, corante vermelho ponceau 4R, estearato de magnésio, talco.

Indicação

Terapêutica específica da ascaridíase.

Contra-indicação

Hipersensibilidade ao levamisol. Não há outras contra-indicações absolutas ao uso do ASCARIDIL*.

Precauções

Gestação: Não deve ser administrado a gestantes, a menos que os benefícios potenciais justifiquem os riscos. Lactação: Devido aos riscos de efeitos colaterais nas crianças, a interrupção da amamentação ou do ASCARIDIL* deve ser decidida pelo médico, levando-se em conta a importância do medicamento para a mãe.

Interações medicamentosas

Usar com cuidado em associação a medicamentos que afetam a hematopoese. Reações tipo dissulfiram foram descritas com o uso de álcool.

Advertências

Administração de levamisol deve ser feita com cuidado em associação a produtos lipofílicos como: tetracloreto de carbono, tetracloroetileno, clorofórmio ou éter. O uso do levamisol como imunomodulador pode provocar reações alérgicas, incluindo leucopenia. A dose recomendada não deve ser ultrapassada.

Reações adversas

Em doses muito elevadas, efeitos tais como cefaléia, insônia, vertigem, convulsões, palpitações e transtornos gastrintestinais (náuseas, diarréias, vômito e cólicas) podem ocorrer, porém desaparecem espontaneamente. Em casos de microfilariose concomitante, pode ocorrer febre. Casos raros de encefalopatia do tipo incidência tardia têm ocorrido. Foram reversíveis em sua maioria e um tratamento imediato com corticosteróides pode trazer algum benefício. A relação com ASCARIDIL* ainda não foi definitivamente estabelecida.

Modo de usar

Dose única: Lactentes até 1 ano: 40 mg (1/2 comprimido para crianças). Crianças de 1 a 7 anos: 80 mg (1 comprimido para crianças). Crianças acima de 7 anos e adultos: 150 mg (1 comprimido para adultos). Não há necessidade do uso concomitante de laxativos nem de qualquer restrição alimentar, podendo ser tomado a qualquer hora. Entretanto, para maior conveniência do paciente, recomenda-se sua administração preferencialmente ao deitar.

Superdosagem

Os  seguintes efeitos tóxicos foram observados com doses superiores a 600 mg de levamisol: náuseas, letargia, cãibras, diarréia, cefaléia, vômito, vertigem, confusão. Uma possível atividade anticolinesterásica deve ser compensada com atropina. Pressão arterial e respiração devem ser controladas; não se deve administrar sedativos. As parasitoses intestinais são amplamente difundidas em todas as classes sociais, acometendo tanto adultos como crianças. Seguem-se alguns conselhos sobre:

Apresentação

Comprimidos de 150 mg (adultos): Embalagem com 100 comprimidos. Comprimidos de 80 mg (crianças): Embalagem com 100 comprimidos

3- Evitar Verninoses

4 - Como escolher horários para tomar medicamentos

Medicamentos de 12 em 12 horas
Sugestões: 
07:00 e 19:00 horas
08:00 e 20:00 horas
09:00 e 21:00 horas

Medicamentos de 08 em 08 horas
Sugestões: 
06:00, 14:00 e 22:00 horas
07:00, 15:00 e 23:00 horas

Evite ter que acordar de madrugada para tomar medicamentos. Uma boa noite de sono é muito importante!

Medicamentos de 04 em 04 horas e de 06 em 06 horas você vai ter que usar o despertador e acordar. Portanto não fazemos sugestões.

Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
As informações disponíveis neste site, possuem apenas caráter educativo.

Voltar a página inicial

Atualizado 21/02/2010

Copyright © 2004 - 2010 - Robson Moraes Almeida  - Todos os Direitos Autorais Reservados.

"O Farmacêutico faz misturas agradáveis, compõe ungüentos úteis à saúde e seu trabalho não terminará."
Eclesiástico 38:7

[ CRF-MG ]-[ CFF ]-[ EFOA ]-[ ANVISA ]-[ SBAC ]

Desenvolvimento - LAGOADAPRATA.COM